Cozinha brasileira do dia-a-dia revisitada no Lambe-Lambe  

Cozinha brasileira do dia-a-dia revisitada no Lambe-Lambe  

RESTAURANTE PERMANENTEMENTE FECHADO

De São Paulo:

Eu estava a pesquisar informações sobre o MoDi quando dei com esta agradável novidade: o Lambe-Lambe, dos mesmos sócios, só que com uma pegada mais descontraída e cozinha brasileira. Senti imediata empatia pelo local e decidi mudar a rua de destino, no bairro de Higienópolis, ali colado na Praça Vilaboim, para o almoço familiar de domingo.

Chegamos cedo, ao dobrar o ponteiro de meio dia, o que nos permitiu ainda escolher uma mesa para sentar na parte da varanda – que consideramos mais confortável. Não demorou 20 minutos para o lugar ficar lotado!

A carta de cervejas já me deixou feliz, com grande variedade de opções. Fiquei no básico e clássico, ao pedir uma Cerpa enquanto curtia uma pequena porção de biscoito de polvilho que é serviço logo que se senta.

Lambe-lambe 4

Um dos destaques da casa são as caipirinhas e drinques com sotaque brasileiro

Lambe-lambe 5

Uma pequena porção de polvilho é serviço logo que se senta

Os preços são muito justos. As entradas, por exemplo, ficam ali entre R$ 10,00 e R$ 15,00 e não necessariamente são pequenas. Eu estava um pouco limitado nas escolhas por causa de minha mãe, do contrário já teria partido para as para a porção de três Coxinhas de Passarinho Cremosas (R$ 10,00) ou a Frigideira de Jiló com Fígado (R$ 13,00). Porém, não menos tentadora foi a minha escolha: a Canela de Leitoa Crocante com vinagrete de tomate (R$ 14,00).

Como também estava com meu filho Arthur – que tem um restrito prazo de paciência (com toda a razão para uma criança de quase dois anos) para ficar sentado numa cadeira de um restaurante – tudo teve que ser rapidinho. O Lambe-Lambe pede justamente o inverso: almoço ou fim de tarde esticado, tomando cerveja ou o caju-amigo (entre outras das muitas opções de drinques interessantes) e degustando, um atrás do outro, os petiscos do cardápio.

Lambe-lambe

Canela de Leitoa Crocante com vinagrete de tomate

Lambe-lambe, costela de boi, Higienopolis

Costela de Ponta de Agulha com Purê de Mandioca

Partimos logo para o prato principal. Fiquei na Costela de Ponta de Agulha com Purê de Mandioca (R$ 29,00), dispensando o Cupim com Canjiquinha que quase venceu a disputa do meu desejo. Minha mãe foi mais recatada e pediu Frango com Salada de Batatas (R$ 29,00). Assim também contemplamos o Arthur, com um pouco do frango e um pouco do meu purê.

A surpresa foi ver que a maioria dos pratos vem acompanhada de porção de arroz, farofa e feijão. É muito comida! Conclui que se tivesse dividido mais uma entrada e um prato principal com minha mãe teria sido suficiente.

Mesmo com os dois pratos + a entrada e bebidas, nossa conta veio abaixo da média para a categoria em que o Lambe-Lambe se enquadra. Dizer mais o quê: a comida é ótima, os preços camaradas e atmosfera bacana.

Lambe-lambe 2Os pratos vêm com feijão, farofa e arroz

A equipe da casa foi muito simpática conosco, mas ficou claro que o restaurante ainda precisa calibrar o atendimento. O pessoal estava perdidinho com o movimento de domingo. Tínhamos de repetir o pedido e a troca de pratos foi comum aquele dia. Sem estresse! O clima é agradável e a gentileza compensou tudo.

É destino certo para outros finais de semana.  Eu adorei o lugar. E o MoDi? Sim, sim, tenho de ir lá também, mas será difícil resistir ao Lambe-Lambe mais uma vez antes disso.

RESTAURANTE PERMANENTEMENTE FECHADO