São Paulo Tap House: a casa dos chopes artesanais brasileiros

São Paulo Tap House: a casa dos chopes artesanais brasileiros

De São Paulo:

Depois de enfrentar a ladeira da Rua Girassol, na Vila Madalena, a degustação de chopes artesanais brasileiros veio bem a calhar. Era um domingo de sol e calor. Cheguei logo que o São Paulo Tap House abriu, por volta do meio dia.

Minha primeira surpresa foi constatar o bar é um programa bacana tanto para ir com amigos durante a noite, como também curtir com a família durante o almoço nos finais de semana (quando o horário de funcionamento é mais extenso).

SPTH - copo de chope grande

Adorei o copo de 330 ml da casa. Deu vontade de comprar um 

O cardápio de comidas tem opções bem interessantes e o ambiente convida a agregar os amigos e familiares num papo estendido – entre chopes e beliscos. A equipe é muito eficiente e o atendimento foi atencioso do início ao fim. A galera demonstrou saber explicar cada uma das cervejas que solicitei.

A área interna, que inclui o mezanino, é ampla e bastante clara. Quem preferir ainda há o espaço da varanda (dando para a esquina com a Rua Patizal) e uma pequena área com mobiliário feito a partir de latões (a cachorrada é bem-vinda por ali).

SPTH - ambiente interno e chopeiras

A imagem das 40 torneiras ao fundo do salão inferior

Logo que se entra damos com a imagem das 40 torneiras ao fundo do salão inferior, com três televisões no alto indicando as opções de chope no dia – bem como as promoções. Promoção, aliais, é um item essencial numa casa que só trabalha com chopes artesanais (eis um programa caro atualmente).

O SPTH disponibiliza, nos finais de semana, um desconto de 50% em algumas marcas de sabores distintos (sempre variando). Foi uma dessas que escolhi como a minha cerveja de cruzeiro: a Gula, Blond Ale da cervejaria Mea Culpa, de Cotia (SP). O copo grande (com 330 ml) estava saindo a R$ 7,00 naquele domingo.

SPTH - varanda

Espaço da varanda dando para a esquina da Rua Patizal

Também curti a opção de copo de chope com 150ml – que eles indicam como sendo para degustar. Lembrou-me do tradicional chope garoto, do Rio de Janeiro. Com um preço mais em conta, a versão pequena nos dá espaço (no bolso e no fígado) para experimentarmos mais estilos.

Foi assim que passei pela interessante Witbier com Acerola da Blondine (de Itupeva SP) e por sabores de uma cervejaria já conhecida por mim – de minhas andanças por Piracicaba há uns anos atrás – a Cevada Pura (tomei a American Brown Ale e a English Ipa).

Depois de alguns copos era necessário calibrar o estômago. O sanduíche Larica de Linguiça com Queijo (R$ 26,00) foi amor à primeira lida: linguiça artesanal na baguete, com queijo minas Catauá e cobertura de repolho.

SPTH - Sanduiche de linguica 2

Sanduíche Larica de Linguiça com Queijo…

SPTH - Sanduiche de linguica 1

…perfeita junção de linguiça de javali, queijo Catauá e repolho na baguete

Caí em mim de que estava com uma baita fome assim que o monstrinho chegou servido numa taboa. Que ótimo sanduba! Claro, se você curte repolho – como eu.  A linguiça artesanal de javali é muito saborosa. Gostei tanto que vai ser difícil eu não repetir o pedido num retorno por lá.

Ainda cabem elogios ao São Paulo Tap House neste último parágrafo: como o fato de oferecerem de cortesia aos clientes água filtrada na jarra e também água filtrada com gás, on tap. Quem quiser dar uma olhada nas opções o cardápio (de chopes e comidas) é disponibilizado no site com os valores – o que também sempre merece aplausos.

São Paulo Tap House

Funcionam de terça a quinta das 18h às 0h30m. Sexta das 18h Às 1h30m. Sábado das 12h às 1h30m. Domingo das 12h às 22h30m.

Endereço: Rua Girassol, 340 – Vila Madalena. São Paulo / SP.

Contatos: (11) 3530-6602 / saopaulotaphouse@gmail.com

Para saber mais:

spth.com.br

facebook.com/sptaphouse

Instagram: @sptaphouse