sobre o blog

O Diários Gastronômicos nasceu em janeiro de 2010, fruto de um desejo meu em relatar as minhas experiências na cozinha e tudo o que era relacionado com comida, uma área de grande interesse para mim.

Aos poucos fui deixando de lado os textos sobre receitas e curtindo mais escrever sobre minhas aventuras por outras cozinhas, as saídas por botequins, bares e restaurantes do Rio de Janeiro, onde nasci, e logo depois também São Paulo – cidade onde passei a viver a partir de 2011.

Sempre valorizei muito a história por trás de um prato e de um estabelecimento. Os costumes que levam a determinada popularização de um estilo de comida. Para mim um prato de comida em cima da mesa de um bar não é simplesmente a junção de nutrientes, mas sim um entrelaçado de histórias e fatos que, ao meu ver, são o que realmente dão o tempero para o que se come.

Dou o mesmo peso a um restaurante de alta gastronomia do que a um botequim ou lanchonete. Cada prato tem o seu valor, seu próprio significado e importância, dentro de um contexto, dependendo do que se procura num determinado dia.

Assim, estar com amigos traçando uma porção de pernil num botequim tradicional numa tarde de sábado, ou comer um pão na chapa na padaria de manhã é tão gratificante, bom e inesquecível quanto um jantar naquele restaurante de um chefe que admiramos.

Minha intenção aqui é justamente relevar estas experiências gastronômicas pitorescas. Da padaria, passando pelo botequim até o restaurante chique. Espero que minhas palavras sirvam de alguma maneira para guiar os amantes da cultura do comer, como eu.

Abraços e muito bem vindos,

André Comber